O verdadeiro objetivo do conhecimento profético se alcança apenas pela reforma interior, e não pelo conhecimento acumulado em si mesmo.

sábado, 28 de julho de 2012

A Luta Definitiva

(clique nas imagens para amplia-las)




Olá a todos,

Muitos parecem estar cientes da atuação do Mal, e com este termo eu me refiro basicamente a um sentimento ou atitude que objetiva ser contra DEUS. Não me refiro ao diabo ou satanás especificamente, mas falaremos disso também.

Todos nós reconhecemos a luta interior, travada imagino, em quase todas as consciências, diante das escolhas diárias, nos levando a optar ou a ignorar as atitudes que conciliam valores morais e sociais, com as necessidades pessoais.

Esta luta entre o Bem e o Mal que existe em nós, entre o Certo e o Errado diante da vida, é reconhecida por todos, porque todos estamos constantemente diante deste embate.

Mas o estudo do tema profético e o estudo das Religiões abraâmicas (Cristianismo, Islamismo e Judaísmo), suas tradições e suas Escatologias, me levam a teorizar sobre as evidencias de uma “batalha maior”, a Luta Definitiva que se processa talvez, desde que DEUS criou a individualidade, o Espírito inteligente e ciente de si, e que conforme nos contam tradições religiosas, voltou-se contra o CRIADOR revoltando-se sobre sua condição, e com isso iniciando o que chamamos de O Mal, levando consigo naquele momento, um terço de outras individualidades que como ele, também se revoltaram.

"Como caíste do céu, ó estrela radiante, filho da alva! como estás cortado até a terra, tu que abatias as nações! Tu dizias no teu coração: Subirei ao céu, exaltarei o meu trono acima das estrelas de Deus e sentar-me-ei no monte da congregação nas extremidades do norte. Subirei acima das alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. Todavia serás precipitado para o Cheol, para as extremidades do abismo." (Isaías 14:12-15)

E porque a Bíblia chama lucifer de estrela radiante? 
Porque lúcifer, do latim lux fero, em hebraico, heilel ben-shahar, em grego na Bíblia Septuaginta, heosphoros, significa "o que leva a luz" ou o "portador de luz".

Era um Anjo do Senhor, foi criado por DEUS e buscou ser DEUS, e por sua revolta foi lançado "para o Cheol, para as extremidades do abismo".


**  **

Dualidade

Certo ou errado, Bem ou mal, Céu e inferno, Luz e escuridão, Sistema e anti-sistema, Conhecimento e ignorância, DEUS e satanás, Cristo e anticristo, Aúra-Masda e Arimã, Allah e shaitan, Mahdi e dajjal, Realidade e Ilusão, a dualidade é uma constante, e o embate, seja ele pessoal ou coletivo, parece ser eterno.

Dualidade



E o que seria A Favor de DEUS ?

Jesus, quando questionado sobre qual Mandamento expressava com mais clareza o espírito cristão, disse: "Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus" (Mateus 5:44)

Outras Religiões também possuem em suas bases, o que se convencionou chamar de “regra áurea”, que versa sobre a atitude que devemos ter em relação aos nossos semelhantes, por exemplo:

Budismo: “De cinco maneiras um verdadeiro líder deve tratar seus amigos e dependentes: com generosidade, cortesia, benevolência, dando o que deles espera receber e sendo tão fiel quanto à sua própria palavra."

Hinduísmo: "Não faças aos outros aquilo que, se a ti fosse feito, causar-te-ia dor."

Islamismo: "Ninguém pode ser um crente até que ame o seu irmão como a si mesmo"

Portanto podemos afirmar que ser contrário a DEUS é considerar-se isento desta atitude, é agir de forma inconsequente em relação ao próximo, infringir-lhe dor e sofrimento ou lhe ser indiferente.

"Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano. e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito há nisso? Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma." (Tiago 2:14-17)


**

A derradeira Profecia


Profeticamente falando, estamos no limiar de um processo coletivo e compulsório, que segundo explicado, visa o nosso melhoramento, busca a sobrevivência deste Mundo garantindo a continuidade da vida e do progresso humano.

A reação do Mal, ao qual interessa o caos e rebeldia a DEUS, não pode ser a melhor diante deste quadro. Ao Mal interessa que a derradeira promessa profética não seja cumprida, porque representa a sua derrota.

Seja o diabo ou satanás, propriamente dito, sejam outros que temem a evolução e o progresso do homem em direção a DEUS, por ignorância mais que por maldade que seja, a derradeira promessa profética de um “Mundo melhor” representa a mudança, talvez entendido por estes como aniquilação, no sentido de verem reduzidas ou totalmente suprimidas suas capacidades de atuação. 

Por natural que seja a afinidade com DEUS, a falta de entendimento de alguns sobre isso lhes impede a aceitação, e disso decorre a resistência a regra áurea e a luta, e me refiro também a lutas efetivas com sangue e mortes.

Profeticamente é isso que veremos mais uma vez, na expressão do anticristo, um líder como tantos outros que já houveram, que através da ambição e do auxilio das forças que espiritualmente e fisicamente representam o Mal, irá lançar o Mundo em outra guerra terrível.


Genesis 3:15

O trecho bíblico chama a atenção por ser a primeira profecia bíblica, e que fala sobre a luta entre o Bem e o Mal.

Genesis 3:15 "E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar."

No contexto deste trecho do Genesis, fala-se do consumo do “fruto do conhecimento do bem e do mal”, vetado por DEUS a Adão e a Eva, o qual após consumado, DEUS profere uma sentença a Adão, a Eva e a própria serpente.

"E porei inimizade entre ti e a mulher", fala DEUS a serpente, que simbolicamente representa o Mal, ou ainda satanás ou diabo dentro da crença cristã.

"a mulher", refere-se aos descendentes de Eva, mas simbólica e profeticamente falando, refere-se a "esposa" de Cristo, o conjunto de fiéis a seus ensinamentos que posteriormente formaram as Eklesias, e atualmente são o conjunto de religiões cristãs, sendo seu expoente mais expressivo a Igreja Católica. 

Na Revelação a João, o termo “mulher” tem dois significados, um expresso no Capítulo 12 e outro no Capítulo 17.

No Capítulo 12, é a "mulher vestida de sol", no Capítulo 17 é a "mulher vestida de escarlate e púrpura".

"E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça. E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz. viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.

E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho. E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono." (Apocalipse 12:1-5)

Este primeiro significado, da "mulher vestida de sol", refere-se a MORAL CRISTÃ expressa na verdadeira Crença em DEUS.

Que não se confunda com o Cristianismo que praticamos, não é isso, mas sim a própria fonte do qual toda a filosofia e moral cristã, foram criadas, inclusive o cristianismo. Portanto não se trata de ser cristão, mas do entendimento da moral primordial do cristianismo, esteja isso expresso em qualquer Fé, e já mencionamos a principal ação que podemos tomar sobre isso: o Respeito e a Solidariedade ao próximo.

Alguns afirmam que esta primeira mulher citada na Revelação é Nsa. Sra., mas respeitosamente eu discordo, e atribuo, como dito, a própria essência da moral cristã.

Nsa. Sra., o qual eu nutro profundo respeito, e não apenas eu, mas até mesmo o Corão lhe dedica uma Suratra específica, a 19ª, chamada de Surata de Marian, tamanha a sua importância, deu a luz ao Jesus em carne e osso, mas o "parto" expresso em Apocalipse 12-1 (acima) é algo que transcende a isso, porque há outros eventos envolvidos e que nos parecem fantásticos, e que não estão presentes nas narrativas sobre o nascimento de Jesus.

Por exemplo, quando o texto biblico afirma que "E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra", fala da revolta dos anjos caídos contra DEUS e indica que 1/3 deles seguiu aquele que se chama lucifer.

Portanto são fatos muito anteriores ao nascimento de Jesus, e isso indica que não pode ser Nsa.Sra. neste contexto.

O segundo significado de "mulher" está expresso no Capítulo 17, a "mulher vestida de escarlate e púrpura", representa a Igreja Católica, resultado das Eklesias da Turquia, citadas por João no Apocalipse.
Patmos e as Sete Igrejas

"E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas; Com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição.

E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição" (Apocalipse 17:1-4)

**

Recordando o trecho de Genesis 3:15 "E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar."

Portanto inimizade "entre a tua semente", a semente de satanás, ou seja, os que combatem DEUS, os que não O compreendem.

"e a sua semente", a semente da  primeira mulher, como dito, a fonte da verdadeira Moral cristã, portanto o trecho se refere aos que Buscam DEUS.

Alguns estudiosos entendem que este trecho refere-se a Jesus, a semente, e usam o Apocalipse 12:5 para apoiar a afirmação : "E (a mulher) deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono."

Esta semente também é Jesus, mas também são todos que creem em DEUS e buscam atuar em sua Direção, em um esforço contínuo da obediência a regra áurea.

Faço neste texto a associação entre a crença em DEUS e a busca da conduta de respeito e fraternidade expressa por Jesus e por outros, presente no Cristianismo e em outras Religiões, já que isso me parece evidente.

Quem tem DEUS no coração busca atuar desta forma, sabedor ou não disso.

Mas esta conduta necessita, de fato, de um sentimento de Humanidade que brota no Ser, e este sentimento e a conduta resultante, não estão vinculadas a nenhuma Religião, nenhuma nacionalidade, nenhuma cor da pele ou etnia, e nem mesmo na crença em um DEUS.

A imensa maioria de nós ainda não consegue Amar ao próximo indiscriminadamente, mas podemos RESPEITAR o próximo, entender que em tendo as atitudes de Respeito conosco, devemos retribuir da mesma forma, e que a maioria das pessoas, sejam elas quais forem e de onde forem, buscam simplesmente viver e deixar viver.

O ódio traz mais ódio, porque o que damos é o que recebemos.


Conheça o texto


**

"esta te ferirá a cabeça", ou seja, a semente da primeira mulher, os que creem em DEUS, ou ainda Jesus, atingirão o Mal de forma definitiva (“na cabeça”).

"e tu lhe ferirás o calcanhar", ou seja, o Mal poderá atuar e obterá algum êxito nisso, mas transitório, sendo claro o desfecho de sua derrota. Alguns entendem que este trecho se refere a Crucificação de Jesus.

Portanto, no trecho "E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar" está um resumo profético de toda a luta entre o Bem e o Mal que ocorre desde os tempos imemoriais, profetizando o desfecho final, a prevalência do Bem.

Este entendimento é coerente com uma série de descrições na Bíblia, a luta entre o Bem e o Mal presente em diversos Livros, a própria atuação do Mal no Mundo ("tu lhe ferirás o calcanhar"), o advento do Judaísmo, do Cristianismo (a semente da primeira mulher), a primeira  vinda de Jesus, e por fim o desfecho profético do retorno de Jesus, a Parusia, para por fim a esta atuação ("te ferirá a cabeça").

"Ora, quando se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, e sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, a fim de ajuntá-las para a batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade querida; mas desceu fogo do céu, e os devorou; e o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos.” (Apocalipse 20:7-10)


 **  ** 

E porque os judeus foram perseguidos na Antiguidade?

No Judaísmo, DEUS é o Criador de todas as coisas, e esta foi a primeira Religião Monoteísta que se expandiu, que se fortaleceu ao ponto de ser fundamental a realidade do Mundo que vivemos hoje, sendo causa e influência do Cristianismo e do Islamismo, e suas inúmeras variações.

Existem algumas explicações para a perseguição aos judeus, desde os tempos mais remotos, mas existe uma razão que quase todos concordam: a Crença no DEUS UNICO.

Isso incomodou muitos de seus contemporâneos, afinal, quase todos os demais povos eram Politeístas, e cultuar um DEUS sem nome, sem estatuas, sem representação física, era algo bem diferenciado dos demais.

Haveria Daniel ou Ezequiel, sem a crença em DEUS único e sem os judeus? Haveria um Templo, Salomão ou ainda Jesus? Impossível. Sem a crença em DEUS, sem os judeus, não haveriam estes textos proféticos e nem outros, e cito estes porque, emblematicamente, Daniel fala do anticristo e Ezequiel da restauração de Israel.

Mas a crença em DEUS sobreviveu as perseguições, as guerras, a escravidão, e a mensagem profética foi transmitida, e nasceu Jesus, que nos trouxe outra série de profecias, e também seus contemporâneos e posteriores, igualmente inspirados pela mesma Fé em um só DEUS.

O Mal atuou para destruir a crença dos hebreus, para que não formassem o povo judeu, e para que suas ideias monoteístas fossem suprimidas e esquecidas.

*
E porque os judeus foram perseguidos após a Diáspora?

O papel central dos judeus na disseminação do conceito do DEUS único é inquestionável, e ao que parece isso fez dos judeus um alvo a ser destruído, para que também toda a série de Crenças e Profecias subsequentes não fossem escritas e/ou não ocorressem.

O Velho Testamento, além dos registros históricos diversos, mostram os judeus sendo escravizados, perseguidos, exilados e mortos, e ainda assim a idéia do DEUS unico sobreviveu e se espalhou.

Houve o advento de Jesus, sua Crucificação, o Cristianismo se espalhou, igualmente recriminado e perseguido em seu inicio, contendo uma ideia renovada do DEUS único, ideia esta que ganhou ainda mais espaço no Mundo.

Houve a ultima Diáspora, em 70 DC, o Templo de Jerusalém foi destruído e os judeus foram espalhados pelo Mundo, foram perseguidos, foram alvo de conversões forçadas, de campanhas de difamação e ódio, e isso durou Séculos.

Romanos saqueiam o Templo


Após Constantino e a aceitação da Fé Cristã pelo Império Romano, combatida ferozmente pelo mesmo Império por mais de 300 anos, foi formado o embrião da Igreja Católica Apostólica Romana, já não era mais possível se combater a Fé em DEUS, e o objetivo virou-se contra os próprios judeus.

O Cristianismo crescia, a ideia do DEUS único se disseminava.

A estratégia do Mal mudou, e inclusive se utilizou do “Nome de DEUS” para combater o Judaísmo, através da nova Religião monoteísta dominante, o Cristianismo, a pretexto de que os judeus, imaginem só, eram contrários a DEUS. Sem os judeus nem haveria o conceito de DEUS que se conhecia e que se conhece até hoje.

E porque isso? Porque era a segunda estratégia.

A primeira foi tentar destruir o conceito de DEUS, não permitir que se disseminasse através do Judaísmo, e isso falhou. Então veio a segunda estratégia, que era a de aniquilar os próprios judeus, porque sem os judeus, como Ezequiel seria cumprida? E sem a restauração de Israel, como as demais profecias poderiam ocorrer? 

Então por séculos os judeus foram perseguidos, o judaísmo segregado e oprimido, os judeus “demonizados” com o firme propósito de que chegassem a extinção, ou a um numero tão reduzido de praticantes que tornasse impossível o cumprimento de Ezequiel.

Mas o Judaísmo sobreviveu a Diáspora, a Idade Média e seus tribunais inquisitórios, sobreviveu a ascensão do Cristianismo e ao advento do Islamismo.


*
E porque os judeus foram perseguidos na Idade Moderna?

No final do Século 19 surgiu o Sionismo, o movimento organizado de judeus, cuja a vontade expressa era a criação do Estado de Israel aonde era Eretz-Israel, a terra prometida por DEUS aos hebreus, e este Movimento cresceu e ganhou voz. A migração judáica aumentou para a então Palestina, dominada pelos ingleses, e o Sionismo ganhou força, pegou em armas, estava disposto a lutar pelo o que pregava.

Então o que surgiu? O Nazismo, que tinha como objetivo expresso exterminar todos os judeus do planeta.

Hitler, o segundo anticristo, segundo interpretes de Nostradamus


O Mal novamente atuou, desta vez de maneira apressada porque seu tempo acabava. 

Séculos de mentiras contra os judeus não conseguiram acabar com eles, o Cristianismo estava consolidado e o Islam, a ultima das três religiões abraâmicas a surgir, igualmente pregando a Fé no DEUS único, cuja a palavra em árabe é ALLAH.

O Nazismo na Alemanha de Hitler, foi também um movimento esotérico, pregando o neo-paganismo, com uma óbvia negativa dos valores cristãos, notadamente a sua maior orientação segundo o próprio Jesus, “Amarás ao teu próximo”. 

O Nazismo também descaracterizou e reprimiu as Religiões cristãs.

O Movimento Cristão Alemão ( Deutsche Christen (DC)) era um movimento que propunha uma síntese entre fé cristã 

e as teses do nacional-socialismo, afirmando que Deus não se revelara apenas por intermédio de sua palavra, mas 

também na pátria, na história e na raça


Portanto a atuação do Mal se fez presente através do nazismo, cujo os atos levaram a Segunda guerra mundial e a morte de mais de 50 milhões de pessoas, exterminando no processo 1/3 da população de judeus do Mundo, isso em menos de 7 anos de poder militar e político total, do período entre 1938 a 1945.
O Nazismo, uma das mais repulsivas ideologias criadas pelo homem.
Fruto da intolerancia e da ausencia de DEUS

Também "uma semana" (7 anos), como o anticristo bíblico ?!

Hitler foi eleito Chanceler da Alemanha em 1933, Fuher em 1934, mas teve ainda que dividir o poder com outros Partidos, militares de carreira e com o poder civil, até meados de 1938, quando efetivamente tomou todo o Poder para sí e para os Nazistas.

Então esta "pressa" do Mal, que em apenas 7 anos aniquilou milhões de pessoas, se justificava pela proximidade do tempo do cumprimento da profecia de Ezequiel sobre a restauração de Israel, e o Mal atuou para impedir a concretização desta promessa profética.

Paradoxalmente, a ação apressada do Mal resultou na comoção que acelerou o cumprimento da profecia, e três anos após o término da segunda guerra e da Shoa, o extermínio sistemático dos judeus, o Estado de Israel foi oficializado em Maio de 1948.



Mateus 18:7 “Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!

A Fundação de Israel está no centro de todo o desfecho profético, narrado por Daniel, ou ainda por João ou por Marcos, e que determina a vitória do Bem sobre o Mal.

Portanto, ao longo das eras, o Mal inicialmente atuou para a repressão do conceito do DEUS unico.

Ao falhar, buscou eliminar o eixo principal de toda a questão, a restauração de Israel, através da eliminação física e espiritual dos judeus.

E falhou novamente.


**

Atualmente


Fica claro baseado em profecias, que novamente haverá este embate entre Bem e Mal na forma de guerras e perseguições, mas também por corações e almas.

O cenário atual é de ampla falência das religiões em fornecer respostas, de violência, fanatismo e ateísmo, mas principalmente, de muito materialismo e apostasia.

Profeticamente nos é dito que outra liderança negativa surgirá, e exercerá influencia sobre diversos povos e religiões, e terá poder sobre milhões de pessoas, e levará o Mundo a beira do abismo, pela guerra e pelo fanatismo, exercendo novamente uma feroz perseguição a aqueles que se mantiverem fiéis a DEUS, e negarem sua pretensa divindade.

Esta liderança é chamada na cultura cristã de anticristo, e no Islamismo de ad-dajjal.

E apesar das dificuldades que nosso Mundo irá vivenciar, expressas nos textos proféticos bíblicos, corânicos e em outros que falam sobre este período, a derradeira profecia nos deixa claro o triunfo de DEUS.

Conforme podemos obsevar, através dos fatos rapidamente discorridos neste texto, o Mal sabe disso, e ainda assim atuará conforme sua natureza.





Não deixe de ler os post anteriores. 


(clique nas imagens para amplia-las)

Compre o Livro "O que são Profecias"

Compre o Livro "O que são Profecias"
Links para Compra do Livro

Participe do MidiaeProfecia Espaços

Contato

Minha foto
Curioso sobre Profecias e assuntos relacionados.